terça-feira, 17 de junho de 2014

E daí...

 Dai que não importa o que faça é...
Nem importa como seja ainda é...
Não importa o quanto doa ainda sinto...
Indescritivelmente amor.

Das lacunas do vazio que paira no frio da noite gélida calada,
ainda sinto...
Por mais má que possa parecer sou apenas omisso para se fazer perceber.

E tudo que se vive que se sente que se faz...
Ainda é ...
De tudo de bom ou ruim... 
Ainda é ...

Não há do que se arrepender,
Bom ou Ruim,
Presente ou Ausente...
Ainda é amor por você.

Por:Jacqueline Lemos